Partido Socialista
Coluna de navegação
Forum: s.m. (Do lat. Forum).
1. Praça pública, na Antiga Roma, onde se realizavam os mercados, se efectuavam assembleias populares ou se reuniam os magistrados para julgamento de causas.
2. Foro - Local onde se debatem assuntos de ordem pública, em especial questões judiciais.
3. Foro - Centro de múltiplas actividades.
4. Foro - Debate de especialistas sobre determinada matéria.
COLÓQUIO, FORO. - Um forum sobre educação.
PL. foruns.

In Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa.
Lisboa: Ed. Verbo, 2001. 1º vol p. 802
Contactos

Home Page

@Mail: Geral

Luís Rios Coelho [ LRC ]
Ana Patrícia Lamy [ APL ]
António Serge Campinos [ ASC ]

Arquivos

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Julho 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Maio 2008

Junho 2008

Setembro 2008

Novembro 2008

<< current



Lisboa Campo de Ourique
Internet

WebSites:

Partido Socialista
Juventude Socialista
FAUL
PS/Lisboa
Forum Cidade
PS - Parlamento Europeu
Internacional Socialista
Grupo Parlamentar
Acção Socialista
Candidatura Miguel Coelho 08


Blogs: SUSPEITIX

<- A ->
Abjurado
Arrastão

<- B ->
Bichos Carpinteiros
Bloguí­tica
Bonfim

<- C ->
Canhoto
Causa Nossa
Congeminações
Cruz Quebrada e Dafundo City

<- D ->
Descrédito
Desenvolvimento Sustentável

<- E ->
Estaleiro

<- F ->
Forum Cidade
Forum Cidadania
Forum Comunitário

<- G ->
Glória Fácil

<- H ->
Hoje há conquilhas

<- I ->
IVG - PELO SIM

<- J ->
João Soares
O Jumento

<- L ->
Linha de Conta
Lisboa desgovernada, mas não abandonada
Lisboa Lisboa
Lisboa, quem te viu e quem te vê
A Lei do Funil

<- M ->
Memória Virtual

<- N ->
Notí­cias breves PS Santarém

<- P ->
PS Belém
PS Estremoz
PS Lumiar

<- R ->
Respirar o Mesmo Ar

<- S ->
Sobre o Tempo que Passa
SOS Cinema Europa
SUSPEITIX

<- T ->
Tugir em português


Legislativas 2005
BASES PROGRAMÁTICAS (PDF)

Europeias 2004

Contador (site) Blogger Dicionario


Comunicação Social
Nacional
Jornais
Açoriano Oriental
A Bola
A Capital
Comércio do Porto
Correio da Manhã
Diário dos Açores
Diário Digital
Diário Económico
Diário de Notí­cias
Diário de Notí­cias da Madeira
Expresso
Fábrica de Conteúdos
O Independente
O Jogo
Jornal do Fundão
Jornal de Notí­cias
Lusa
O Primeiro de Janeiro
O Público
Record
RTP
Sábado
Sapo XL (ver SIC directo)
SIC
TSF
TVI
Visão

Estrangeira
Jornais
CNN
Le Figaro
Google News
Le Monde
El Mundo
The New York Times
El Pais
Reuters
Time
The Times
USA Today
Veja


Outras ligações

Comunicação de 2005-03-12
(Posse XVII Governo)
Jorge Sampaio
Forum Campo de Ourique
Blog de socialistas de Campo de Ourique
sexta-feira, janeiro 25, 2008  
[0.004/2008]
POLÍTICA E MEMÓRIA

Por José Reis Santos, via Loja de Ideias

...Disse, na altura, que não fomento a «baixa política» do ataque fácil, da falta de critério e da desonestidade política; mas também assumo que essa estratégia, por parte da candidatura do Miguel Teixeira, é legítima, e penso que assumida (a baixa política, enfim, também acaba por ser política. É a política de quem não tem argumentos, de quem não quer discutir, debater ou construir; mas também é política). Também já aqui referi a tendência para a construção da memória que essa candidatura ostenta (aqui e aqui), procurando apresentarem-se como os únicos salvadores da situação horrível que, na sua visão deturpada, existe. Para esta artificialidade surtir o efeito desejado, há que apagar da memória tudo quanto possa colocar em causa a versão oficial entretanto produzida.


Tudo isto em relação a este texto publicado pelo Carlos Castro; onde são bem nítidos os conceitos que tenho referido.
Descontando a publicidade barata, o Carlos procura, a reboque de uma acção de campanha, confrontar «o estado letárgico em que se encontra a Concelhia de Lisboa», com a solução Miguel Teixeira.
Refere ainda «A falta de valorização da militância, a importância de contar com espaços políticos que sejam, de facto, consequentes e valorativos da participação e intervenção de cada um, são as mais elementares e legítimas pretensões de muitos militantes, que querem ter o seu PS, em Lisboa, activo e dinâmico».
E remata com a apresentação da acção especifica «num espaço público, em Campo de Ourique, o Canas, centrando-se no papel decisivo das Freguesias na transformação e mudança da Cidade em áreas chave, como a Educação, o Ambiente e a Solidariedade».

O que o Carlos Castro se esquece de referir é que a Concelhia de Lisboa já organizou diversos debates, conferências, colóquios, Universidade de Verão, o Forum Cidade, que trataram de temas centrais na vida da Cidade de Lisboa, e do PS Lisboa. Iniciativas com largas centenas de oradores e assistentes; militantes e simpatizantes; membros do Governo e autarcas; militantes de base e quadros do Partidos Socialista. Não os lembrar é não só um insulto às pessoas que se interessaram em participar e organizar tais eventos, como uma desonra à sua memória.
Decerto não se lembra, o Carlos Castro, que se organizou recentemente uma Convenção Autárquica, em Marvila, onde estiveram presentes a vereação socialista e o presidente da CML, bem como outros autarcas e a Juventude Socialista. Terá sido, decerto, esquecimento, ou então deve considerar sessões dessa natureza de importância menor.
Na questão da militância, e da participação do militante do PS Lisboa em iniciativas da sua Concelhia, decerto terá o Carlos escolhido esquecer a iniciativa da Universidade de Verão, que contou com dezenas de convidados (da melhor qualidade que o PS, e a área da esquerda democrática, tem a oferecer) e centenas de participantes inscritos. Só posso pensar que Carlos Castro julga que iniciativas deste género são de somenos importância.
Também terá decidido esquecer, decerto com as melhores das intenções, o projecto do Fórum Cidade. Esta iniciativa apresentou um programa completo para a Cidade a Manuel Maria Carrilho, que não o aproveitou e que perdeu as eleições. Novo projecto do Fórum Cidade encontrava-se em funcionamento quando foi necessário construir equipas e programas para a recente eleição intercalar. Desta vez, por falta de tempo, o contributo foi sectorial. António Costa soube aproveitar as boas ideias produzidas e introduzi-las no seu programa. Ganhou as eleições e está a aplicar algumas dessas medidas.

Relembro que o Fórum Cidade patrocinou centenas de reuniões e encontros, com largas centenas de militantes e interessados. Produziu material político. Mais, o projecto teve tanto interesse que se procurou, na oposição à Concelhia de Lisboa, construir uma dinâmica alternativa.
Imagino que para o Carlos Castro também este não seja um exemplo de participação de militantes em processos dinâmicos de construção de projectos políticos participados, articulados e significativos. Mas é esta a «forma moderna» de fazer política: esquecer o que «os outros» fizeram, pois eles são os portadores da desgraça, da inércia, da decadência.
Claro que toda a análise é facilitada pela não presença neste eventos; como tem sido o caso das últimas comissões políticas que foram promovidas à volta da equipa do PS eleita para a CML: António Costa, Manuel Salgado, Marcos Perestrello, Rosália Vargas e Cardoso da Silva (ainda por marcar, por falta de agenda, encontra-se a Ana Sara Brito).
Também sou levado a crer que para o Carlos Castro tais iniciativas decerto serão de somenos importância, menores.

Não, para o Carlos Castro o importante é reunir, no «espaço público do Restaurante Canas» (e eu que sempre pensei que esse restaurante fosse propriedade privada???), elementos da responsabilidade autárquica do Pedro Cegonho e da Isabel Almeida (julgo que os únicos titulares de cargos autárquicos) e afirmar, sem pejo, que «Isto é que é!».

Não, o que interessa é o que a Nova História tem para oferecer: a novidade, apenas a novidade. Sempre dentro da metodologia que já indiquei; e que consubstancia na reescrita da história sem qualquer respeito pelo que NA REALIDADE aconteceu.

A isto chama-se, em linguagem académica, História-ficção.
Em linguagem política, populismo fácil e barato.
Em linguagem comum, publicidade enganosa.
E este não pode ser caminho que se deseje para o PS em Lisboa.

José Reis Santos



25.1.08 . - . Página inicial . - . 0 Comentários


terça-feira, janeiro 22, 2008  
[0.003/2008]
MIGUEL TEIXEIRA AVANÇA COM CANDIDATURA

Quando se esperava a recandidatura de Leonor Coutinho (Deputada, ex-Governante e Conselheira Nacional) à Concelhia, eis que surge o anúncio de Miguel Teixeira, com base na sua actual experiência de 2 anos como coordenador da Secção de Alvalade.


Ainda não foi desta que um "Candidato+Programa" bisam na ida a votos.
Ou por perda da motivação ou então por outro motivo qualquer, o que é certo é que de 2 em 2 anos aparece uma nova cara para disputar a Concelhia, contudo mantendo sempre o mesmo núcleo de apoiantes. Pode ser que um dia esta estratégia dê frutos.


Para os interessados, a actividade da candidatura de Miguel Teixeira poderá ser consultada aqui.
22.1.08 . - . Página inicial . - . 0 Comentários


sexta-feira, janeiro 18, 2008  
[ 0.002/2008]
O JANTAR

Ontem à noite, faltou muito pouco para sermos 500 no jantar de apoiantes da Candidatura de Miguel Coelho.
Após a confusão inicial, devido à grande afluência (acima de todas as expectativas) e que obrigou à montagem de mais mesas, Manuela Jeffree deu as boas vindas e a jornada começou com a apresentação do Blog da Campanha, muito bem feita pelo José Reis Santos. Pelo que se ouviu (e viu) vai mesmo valer a pena seguir a actividade da Candidatura pelo Blog.
Seguiram-se as intervenções da Carla Madeira que demonstrou como se trabalha para e pelos militantes e do Sérgio Cintra que leu as mensagens de apoio enviadas pelos ausentes Vasco Franco e José Gameiro.
Foi então a vez de intervir do auto-afastado Jorge Coelho, uma referência partidária que contagia qualquer ambiente e que reafirmou as qualidades do Miguel Coelho para ser o Presidente do PS-Lisboa.

Finalmente, a prestação do Candidato, a justificar porque é que continua a ser o socialista mais bem colocado para dirigir a Concelhia e para unir os seus militantes de maneira a que o PS saia vitorioso nos 3 combates de 2009: europeias, legislativas e autárquicas.

Este jantar de apoio ao Miguel Coelho contou com a presença dos camaradas Joaquim Raposo, Maria de Belém Roseira, Mário Lino, Ana Paula Vitorino, Marcos Perestrello, Ana Sara Brito, Manuel Damásio, António Reis, Marta Rebelo, Manuela Augusto e de alguns convidados (com destaque para os Portuenses Orlando Gaspar e José Lello e do Oeirense Marcos Sá) e dos inúmeros autarcas de freguesia e membros dos secretariados das secções de residência e de acção sectorial que trouxeram com eles as bases do Partido, aqueles militantes anónimos, mas bem conhecidos, que fazem as campanhas do seu PS e que sentem no dia-a-dia as consequências, boas ou más, da actividade política.

Cá de Campo de Ourique quase que chegávamos à meia centena, com destaque para o Flávio Fonte, a Clara Pinto, o Fava Baptista e a Ana Lamy.
Entre outros camaradas, gostei de rever o Luís Tito, o José Mourato, o Zaluar Basílio e o Manuel Lage.
Enfim, uma jornada de convívio político a lembrar jantares de outras campanhas não muito distantes.
18.1.08 . - . Página inicial . - . 1 Comentários


segunda-feira, janeiro 07, 2008  
[0.001/2008]
MIGUEL COELHO ANUNCIA RECANDIDATURA

Cara e Caro Camarada,

No dia 7 de Março de 2008 vão realizar-se eleições para a Comissão Política Concelhia de Lisboa.

Depois de uma profunda reflexão e de ouvir a opinião de muitos camaradas, decidi recandidatar-me ao cargo de Presidente da Comissão Política da Concelhia.

Para lhe explicar as razões e os objectivos desta candidatura, venho convida-la (o) para um jantar que se realizará no próximo dia 17 de Janeiro (5ª feira) pelas 20h30 no Mercado da Ribeira.

O preço por pessoa é de 12€ e as inscrições podem ser feitas para os seguintes contactos:

· Maria João Correia.......96 630 08 52
· Custódia Fernandes.....91 758 84 63
. Cândida Madeira.........91 757 36 44
· PS/Limoeiro................21 886 19 14

Contando com a sua presença e apoio, aproveito para lhe enviar as minhas cordiais saudações Socialistas,

MIGUEL COELHO
--
"Por um Partido de Militantes"
Candidatura de Miguel Coelho à Concelhia de Lisboa do PS
7.1.08 . - . Página inicial . - . 0 Comentários


This page is powered by Blogger.